Jacytan Melo Produções_Atrações Exclusivas_2014

sábado, 28 de setembro de 2013

BEE GEES BRAZIL (SP): O melhor espetáculo em Tributo aos Bee Gees das Américas!


Bee Gees Brazil - Créditos: Divulgação
Bee Gees Brazil é uma banda cover tributo à obra musical dos Irmãos GIBB. Denis Camargo é Barry, Norton Mello é Robin & Oswaldo Porto é Maurice (Gibb Brothers).

O Show é uma viagem no tempo, apresentado os maiores sucessos de todas as fases dos BEE GEES. Vozes em completa harmonia, fidelidade nos figurinos e no instrumental com detalhes nos arranjos.

Bee Gees Brazil interpreta todas as fases do grupo formado pelos irmãos Gibb, com especial foco à sua melhor fase, nos idos de 1970, onde o grupo gozou de grande sucesso junto à mídia e público, com performances vocais e intrumental inacreditáveis. Bee Gees Brazil executa ao vivo as canções dos principais shows da carreira dos irmãos Gibb, entre elas: "Here at Last", de 1976; "Spirits", de 1979; "One For All", de 1989; "One Night Only", de 1997 e "Live By Request", o último show gravado em DVD, de 2001.

O show segue os mesmos moldes dos grandes shows dos Bee Gees. Interatividade, humor e as interessantes histórias que envolveram os 3 irmãos em torno da música. Reunindo os grandes hits, as inesquecíveis canções e rápidas narrativas. O show é um convite ao passado e ao romantismo. Por outro lado, os hits contagiantes da década de 1970 e do filme Saturday Night Fever, convidam a todos a dançar e a relembrar os passos da disco music, estigma que os perseguiu até os últimos shows.
____________________________


SHOWS PELO NORDESTE:
JACYTAN MELO PRODUÇÕES
(81) 8645-1475 - 9329-6109
jacytanmelo@jacytanmeloproducoes.com
http://jacytanmeloproducoes.net/bee-gees-brazil/

PROGRAME SUA FESTA DEIXE OS MÚSICOS POR NOSSA CONTA

10 MOTIVOS PARA ESTUDAR NO CURSOS 24 HORAS

BANDA MAKHINA DO TEMPO: Anos 60 - O Show da Jovem Guarda!


Créditos: Divulgação
A banda Mákhina do Tempo teve início no dia 06 de setembro de 2000, com a proposta de reviver a época da "Jovem Guarda ", seguindo até a década de 70. 

No seu início o grupo era composto de 4 componentes, todos músicos da noite, com passagens por diversas bandas de baile e casas noturnas.

Créditos: Divulgação
Em outubro de 2004, houve a primeira modificação, a saída do baixista, e o que assumiu até hoje está na banda, alguns meses depois, uma nova modificação, porém desta feita foi uma inclusão, no dia 30 de abril de 2005, a Silvana Feijó, que desde o início marcava presença nos bastidores, passou a ser vocalista, a sua estréia foi no aniversário do Bomsucesso, clube da Zona Norte do Recife.

Há dois anos a banda está a seguindo formação:
ZIZA - Baterista
ROBERTO - Baixo e vocal
SANTANA - Teclado e vocal
TONY - Guitarra e vocal
SILVANA - Vocalista
___________________________________

Contato para shows e eventos:
JACYTAN MELO PRODUÇÕES
(81) 8645-1475
(81) 9329-6109
jacytanmelo@jacytanmeloproducoes.com
http://jacytanmeloproducoes.net/banda-makhina-do-tempo/

PROGRAME SUA FESTA DEIXE OS MÚSICOS POR NOSSA CONTA

10 MOTIVOS PARA ESTUDAR NO CURSOS 24 HORAS

NININHO XAPICRUS: DE CUIABÁ PARA SÃO PAULO, DE LÁ PARA PERNAMBUCO


Nininho Xapicrus: de Cuiabá para São Paulo, de lá para Pernambuco
Créditos: Divulgação
Paulista da Capital, mas de raízes pernambucanas, Nininho Xapicrus é o que se pode chamar de talento "irriquieto".

Nininho profissionalizou-se na música aos 17 anos como baterista cantor, coisa que até hoje é raro no Brasil. Tocou e cantou com bandas de bailes - por muito tempo - sendo a última de nome New Time por mais de quinze anos, e dez desses anos na extinta e famosa boate Sayonara, em Cuiabá (MT).

Nos meados dos anos 70, eles foram para Cuiabá realizar uma pequena temporada de três meses e terminaram ficando por mais de trinta anos, onde a banda acabou.

Hoje, Nininho Xapicrus segue carreira solo de cantor e violonista, com vários CD's solos gravados. Como produtor musical Nininho fez trabalhos com muita gente de talento, entre eles o cover de Raul Seixas.

Na música, tocou com a dupla "Dom e Ravel", Osvaldinho do Acordeon, Dominguinhos, nos tempos do saudoso Pedro Sertanejo. Como baterista, em épocas passadas, fez base rítmica para muitos cantores de nome nacional, entre eles, Valdick Soriano, Eliana Pitiman, sendo esse fato importante na carreira de Nininho.

Dotado de espírito "irriquieto", sempre viajando em busca do seu momento, que com certeza chegará. Há mais de quinze anos aderiu a música secular, hoje, o seu repertório vai desde Tonico e Tinoco e Frank Sinatra. Faz voz e violão por todo o Brasil, cantando em inglês, português, italiano, francês e espanhol e se apertar ele canta até em japonês, detalhe: "sem embromechiomn", canta letras e melodias certas.

Depois de uma boa temporada no Acre, Bolívia e Amazonas, Nininho Xapicrus está em Recife, brindando as suas raíses com sua afinada e bela voz, cantando lindas e inesqucíveis músicas de todos os gêneros.

Aguardem maravilhosas surpresas musicais para 2014. Pode acreditar: "esse será o seu ano!"

OUÇA NININHO XAPICRUS NO PALCO MP3: http://palcomp3.com/nininhoxapicrus/

___________________________________________

CONTATO PARA SHOWS E EVENTOS:
JACYTAN MELO PRODUÇOES
(81) 8645-1475
(81) 9329-6109
http://jacytanmeloproducoes.net/nininho-xapicrus
jacytanmelo@jacytanmeloproducoes.com
__________________________________________________________________
PROGRAME SUA FESTA DEIXE OS MÚSICOS POR NOSSA CONTA

10 MOTIVOS PARA ESTUDAR NO CURSOS 24 HORAS

Carla Vaz, a voz de ouro do Recife


Carla Vaz, a voz de ouro do Recife - Créditos: Divulgação
Carla Vaz, cantora, compositora, percussionista e radialista, descendente de portugueses, iniciou sua trajetória artística, ainda muito jovem, cantando nas festinhas escolares em sua terra natal, Juazeiro do Norte, isso aos três anos de idade. Aprendeu melodias com a ajuda de sua mãe "Quintina".

Nas décadas de 1980 e 1990, já radicada no Recife (PE), atuou como apresentadora de programas de rádio. Por volta de 1990, Carla Vaz trabalhou na Rádio Capibaribe (hoje Jovem Cap), onde comandava um programa de música popular brasileira chamado "Sábado Som". Dentro do programa ela fazia entrevistas com artistas locais, além de divulgar fatos, lendas e mitos e história da música. Outros programas que Carla trabalhou foram o "MP Brasil", "Amigos do Choro" e "Chorões do Recife".

Em sua longa carreira musical, Carla Vaz cantou e encantou por diversas casas noturnas e restaurantes do Grande Recife, destacando-se Canto da Seresta (Tamarineira), Dente de Alho (Graças), Mustang (Boa Vista), Casa D'Itália (Boa Viagem), Village Park Hotel (Porto de Galinhas, final da década de 1980). Poucas são as cantoras pernambucanas que teve a oportunidade de brilhar nos palcos do Centro de Convenções, e ela provou, por duas vezes, que tem talento para enfrentar qualquer numerosa platéia.

Em 2007, Carla Vaz teve a oportunidade de registrar todo seu trabalho em um CD. Arregaçando as mangas e caindo em campo surge o tão desejado disco, intitulado "Como Nossos Pais", interpretando canções de Roberto Carlos, Zé Ramalho, Antonio Marcos, Cazuza, Marina, Gilberto Gil, Djavan, Jorge Benjor e Belchior.

Amante da música popular e também das artes cênicas, Carla Vaz expressa vivamente a sua versatilidade, talento e criatividade em tudo o que faz. Ela costuma se identificar como uma "cantriz", neologismo que significa um misto de "cantora e atriz", uma forma reveladora da intérprete que busca inovar com o seu trabalho artístico a apresentação da rica música popular brasileira.

NOVO TRABALHO

Um dos grandes sonhos da cantora sempre foi um DVD, ela sempre comentava junto aos seus amigos mais íntimos esse desejo. Logo no início de 2010, esse sonho se tornou realidade. Administrando com disciplina ensaios, shows e vida pessoal, conseguiu concluir o tão sonhando trabalho. O resultado dessa longa gestação é o tão sonhado parto natural: CARLA VAZ - NA INTIMIDADE - CANTA O MELHOR DA MPB.

A CRIA - Carla Vaz, junto com sua nova  banda, apresenta um repertório de 30 clássicos da MPB com canções consagradas de Lupiscínio Rodrigues a Cazuza, dois pout-porri de cirandas e sambas e duas canções inéditas dos compositores pernambucanos João Olímpio (Nas Caatingas do Sertão) e Luiz Zito (A Culpa é da Sociedade). Como complemento desse belíssimo trabalho, cenas de clipes itinerantes, em passeio pelas ruas, praças, monumentos e marcos históricos do Recife. É uma verdadeira declaração de amor a essa cidade que acolheu de braços abertos durante toda sua carreira.
_______________________

CONTATO PARA SHOWS:
JACYTAN MELO PRODUÇÕES
(81) 8645-1475 - 9329-6109
jacytanmelo@jacytanmeloproducoes.com
twitter.com/JacytanProduto1
http://jacytanmeloproducoes.net/carla-vaz/

PROGRAME SUA FESTA DEIXE OS MÚSICOS POR NOSSA CONTA

10 MOTIVOS PARA ESTUDAR NO CURSOS 24 HORAS

CLAUDIO RANGEL E O "CONTO DAS ESTRELAS"


Claudio Rangel e o "Canto das Estrelas" seu mais novo
trabalho - Créditors: Divulgação
Claudio Rangel, cantor, compositor, arranjador e produtor. Nascido em Olinda, município da cidade de Niópolis, Rio de Janeiro. Sua carreira teve início com passagem por bandas como Fator x, Dinastia, Alta Voltagem, Rádio Rock, Fire Jhones, Radiolae e os Anjos de Metrópoles.

Atualmente Cláudio Rangel está em processo criativo de produção de um disco onde terá como nome de batismo "O Conto das Estrelas". O disco conta com 12 faixas e para quem quer curtir as músicas, uma amostra grátis de como será o trabalho final, está disponível no site Jacytan Melo Produções para você ouvir e se deliciar, são elas: Plante a paz, O porão e Delírios.
______________________________________________

CONTATO PARA SHOWS E EVENTOS:
JACYTAN MELO PRODUÇÕES
(81) 8645-1475
(81) 9329-6109
jacytanmelo@jacytanmeloproducoes.com
hjacytanmeloproducoesartisticas.webnode.com/claudio-rangel/

PROGRAME SUA FESTA DEIXE OS MÚSICOS POR NOSSA CONTA

10 MOTIVOS PARA ESTUDAR NO CURSOS 24 HORAS

Leo Veras, a mais nova revelação da música pernambucana


Leo Veras, a mais nova revelação da música
pernambucana - Créditos: Divulgação
Leo Veras, cantor e compositor pernambucano, nascido em Recife, iniciou sua carreira musical escrevendo e musicando seus escritos, logo após formando e liderando a banda Sofna. Os principais músicos com que manteve parceria musical foram o percussionista José Martins, Marco Polo Guimarães, o cantor Cassio Sette e o compositor e violonista Luiz Veras, além de Breno Lira.

Suas referências musicais são, em especial, o Folk europeu e americano, o baião, o frevo, o rock - que permeia boa parte  de seu trabalho -, a MPB, o samba e a Bossa Nova. As influências costumam mostrar-se presentes em todas suas composições de maneira mista, de modo que o público presente aos shows têm a oportunidade de estar em contato com uma proposta musical inovadora, e ao mesmo tempo vinculada às raízes musicais de Pernambuco.

Em seu currículo de apresentações constam, entre outros, a Casa de Seu Jorge, a Livraria Cultura, o Festival de Inverno de Garanhuns - FIG 2012 e o Carnaval Multicultural de Recife 2013 - o Polo Pátio de São Pedro.

O cantor e compositor Leo Veras lançou um CD e na internet o EP 'Árvores, flores e dragões', produzido por Leandro Alekrin em conjunto com o próprio artista no Doctor Studio.

A apresentação do músico Leo Veras tem especial relevância do ponto de vista cultural e artístico pelo fato de o compositor resgatar, em suas melodias e vivência pessoal, parte importante da história da música pernambucana e brasileira, conhecida, conhecida como  a 'Geração udigrudi', de que fazem parte nomes como Marco Polo Guimarães, Almir de Oliveira e Flávio de Lira (do grupo "Flaviola e o Bando do Sol'). O artista Leo Veras mantém contato pessoal frequente com os referidos ícones, com o objetivo tanto de criação musical quanto de revivescimento e recriação daquele momento histórico de inegável importância para a música brasileira.

Em sua apresentação também ficará clara a influência do samba, frevo, da MPB, do baião, do rock e da Bossa Nova, está presente em especial na batida do violão e nas letras idílicas. A influência do folk europeu e americano nas canções - que se percebe nas letras épicas, oníricas e trovadorescas e no rítmo do violão, como nas músicas 'Iridium' e "Árvores, flores e dragões' - em seu trabalho fazem do proponente um artista completamente original, embora não desvinculado da rica tradição musical pernambucana.
___________________________________________________

CONTATO PARA SHOWS:
JACYTAN MELO PRODUÇÕES
(81) 8645-1475
http://jacytanmeloproducoes.net/leo-veras
jacytanmelo@jacytanmeloproducoes.com
PROGRAME SUA FESTA DEIXE OS MÚSICOS POR NOSSA CONTA

10 MOTIVOS PARA ESTUDAR NO CURSOS 24 HORAS

sábado, 23 de junho de 2012

O Chefe da Casa: misturando personalidades, estilos e experiências (MG)


A banda O Chefe da Casa (da cidade de Conceição das Alagoas-MG) é a mistura de personalidades, estilos e experiências. A banda tem um estilo próprio misturando rock com elementos afro-brasileiro. A melhor descrição da banda é ouvindo o que eles aprontaram.

Contato:
(35) 9904-8809
(34) 9201-3698



Mosaico Brasileiro: o som alternativo de Jaguariúna (SP)


A banda Mosaico Brasileiro é composta por 7 artistas, residentes nas cidades de Jaguariúna, Pedreira e Amparo (SP). Traz consigo composições próprias e interpretações de compositores reconhecidos nacional e internacionalmente. É detentor de um estilo musical diferenciado e alternativo, influenciado por ritmos e elementos culturais brasileiros como samba, bossa nova, maracatu, baião, bem como estilos internacionais já permeados à cultura brasileira como reggae, rock, ska, funk e soul. A banda traz em suas composições o folclore brasileiro, elementos das diversas etnias do Brasil e ícones histórico-culturais do país. A Mosaico Brasileiro tem como missão dar continuidade ao desenvolvimento da moderna música brasileira, resgatar ritmos e influências que hoje aparecem com pouca intensidade no cenário musical nacional e internacional, reverenciar artistas e compositores que fizeram marco na geração atual e em gerações passadas.

Quem faz o Mosaico Brasileiro?
  • Décio (trompete, voz e efeitos), 
  • Giva (trombone, voz e efeitos), 
  • Danilo (sax,voz e efeitos), 
  • Ferraz (bateria, voz e percussão), 
  • Danilo (vocal, cordas, teclas e percussão), 
  • Rôdo (cordas, voz e percussão), 
  • Humberto (percussão, vocal e cordas)

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Samba d'Ju: samba com musicalidade e estilo



A banda foi criada em maio de 2009 pelos amigos Ju Moraes (Voz), Nanda Duarte (Violão) e Juan Santiago (cavaquinho).

Além destes o grupo conta com a participação dos músicos Adilson Andrade(bateria), Durval Santos (percussão), Elias Santos (percussão), Cristiano Baiano (baixo), Marlon Brasil (teclado), que tiram dos seus instrumentos, música de qualidade, que não deixa ninguém parado.

O grupo traz na premissa, ser uma banda de samba, com uma sonoridade carregada de diferentes influências musicais. Do axé ao pop, passando pela MPB, pelo reggae, forró e até pela música sertaneja, mas tudo com muito samba.

Para criar o repertório, composto por releituras e músicas próprias, o grupo se inspira em artistas brasileiros. “Nossa carreira é permeada por várias inspirações. Entre muitos artistas, a batida dos Novos Baianos, entre tantos cantores e compositores baianos, são destaques em nossa história”, comenta a vocalista Ju Moraes.

Caetano Veloso, Gilberto Gil, Gal Costa, Maria Betânia Ari Barroso, Chico Buarque, Cássia Eller, Exaltasamba, Arlindo Cruz, Maria Rita, Elis Regina, estão entre os nomes que servem de referência para o grupo.

Considerado por muitos como a grande novidade do samba baiano, a Samba d’Ju montou um set-list variado e cheio de grandes sucessos como Carnavalia, dos Tribalistas, Não enche e Desde que o samba é samba, ambas de Caetano Veloso, e Por Causa de Você, de Jorge Ben Jor. No repertório ainda tem espaço para o genuíno samba de roda, com composições do músico Valmir Lima, morador da Ilha de Maré, que se encaixa perfeitamente com as canções autorais.

A seleção musical mistura novos sons com os clássicos da música popular brasileira. “Mesclamos a tradição e a vanguarda do samba e incluímos nossas próprias composições e algumas adaptações de músicas consagradas em outros ritmos”, pontua Nanda Duarte.

O grupo que saiu do verão com aproximadamente 20 shows por mês, já passou pelos estados de São Paulo, Minas Gerais, Pernambuco e Sergipe. Durante o carnaval da Bahia, o grupo foi atração dos camarotes Contigo, Skol, Casa dos Bailes, SBT Folia, e fez participações em diversos trios. Atualmente a banda Samba d’Ju tem uma agenda intensa, com shows em Salvador, no interior da Bahia e fora do estado, entre eles Minas Gerais, onde abre os shows da turnê do cantor Thiaguinho, ex Exaltasamba.

Composições autorais

A banda aproveita os shows para divulgar as composições próprias. “Possuímos um repertório autoral bacana com boa aceitação do público. Quando executamos nossas músicas as pessoas acompanham, em coro”, afirma feliz, o músico Juan Santiago. “Além de uma ótima cantora nós temos uma excelente compositora”, completa Juan, referindo-se à colega, Ju Moraes.

Músicas como “Aquela”, “O Samba”, “Mulher no Samba” e “Em Suas Mãos”, compostas por Ju Moraes, fazem parte do repertório e revelam a capacidade criativa do grupo. “Não há nada mais incrível do que ouvir o público cantar as nossas músicas e saber que elas estão fazendo parte da vida das pessoas, como uma trilha sonora”, destaca a vocalista.

O ano passado, o grupo lançou seu primeiro CD de trabalho, com mais de 15 mil cópias distribuídas. A coletânea é composta por 23 músicas, dentre elas seis autorais.

Em janeiro de 2012 a banda lançou o primeiro CD promocional ao vivo. A gravação aconteceu no show de abertura do Luau do Balada, em setembro de 2011. Os dois CD´s estão disponíveis no site www.sambadju.com e podem ser baixados gratuitamente.

Os fãs da Samba d´Ju mantém uma relação próxima com os integrantes da banda através do site oficial do grupo e do Twitter (@sambadju), do perfil no Facebook, no Orkut, ou do canal no Youtube. Através redes sociais, os fãs trocam idéias com os músicos, sugerem alterações no repertório e principalmente, fica sabendo todas as novidades sobre a carreira do grupo.

domingo, 20 de maio de 2012

Show NABAGAGE com Toni Garrido



Conheça mais sobre o Grupo Nabagage, de Miterói, RJ, no Projeto Ouvir o Novo http://projetoouvironovo.blogspot.com

Banda Nabagage animando o salão



Criada em 2001 por Dudu Azevedo (Ator, atualmente na Telenovela “Fina Estampa”), na bateria, Ricardo Diniz, (Atualmente vocalista do Celebrare), no vocal Fernando Lima (Produtor e Guitarrista), junto a Cristian Zanzibar (Guitarra), Guga (Baixo) e Vitor (Teclados), com a intenção de tornar-se uma banda de “Acid Jazz”, com um repertório repleto de sucessos internacionais que iam de James Taylor Quartet, Brend New Heavens, Incognito, Jamiroquai, até o melhor da Soul Music nacional como Ed Motta, Tim Maia, etc. Por 02 anos a banda se destacou em shows por todo o país, gravou seu primeiro CD com produção de Reno Magalhães.

Após algum tempo de estrada, seus criadores acabaram trilhando caminhos distintos e a banda se desfez.  Após permanecer guardada dentre os projetos do Produtor Fernando Lima, este reúne novamente grandes músicos de Niterói, RJ e novamente trás ao grande público a banda NABAGAGE. Com uma formação de músicos jovens de idade, mas com talento já bastante reconhecido, com um repertorio contagiante totalmente voltado para a Black Soul com pitadas de Samba – Rock, desta vez unindo um grupo que realmente vestiu a camisa da NABAGAGE e veio para ficar e tornar a banda um grande destaque no cenário musical brasileiro.

Atualmente, a banda NABAGAGE, encontra-se gravando seu primeiro CD (com a nova formação) nos Estúdios REC HOUSE, sob produção Fernando Lima e Mima Caro, contando com participações de alguns importantes nomes da musica nacional e internacional.

Seu show surpreende e anima ate os mais tímidos. Em seu repertório atual, além de canções próprias eles trazem canções inesquecíveis de Tim Maia, Jorge Ben Jor, Claudio Zoli, Djavan, D2, Seu Jorge, Fernanda Abreu, Gilberto Gil, e muitos outros, criando uma mescla inusitada de Samba, Rock, Funk, Pop e Black Music, fazendo todo o publico dançar e cantar junto com a banda do começo ao fim.

Músicos:

Fernando Lima – Vocal/Guitarra
Gabriel Cantini – Vocal
Thiago Maximino – Guitarra
Jean Peterson – Teclado
Luiz Conceição – Baixo
Dudu Senna – Bateria
Marcio Santos – Sax
Thiago Martins – Trombone
Pedro Mothé - Percussão

Página do Facebook
http://www.facebook.com/nabagageoficial

Informações e Contato
11 3341.5458 ou 11 7734.1241
Radio 55*88*12119

Fonte: Portal Samba Rock


sexta-feira, 18 de maio de 2012

MAKHINA DO TEMPO SHOW TEATRO DO PARQUE



Programe seu evento deixe a animação por nossa conta. 
Contrate nossos artistas

Jacytan Melo Produções
(81) 8645-1475 (dia e noite)
(81) 3492-6944 (17h30 às 22h)
jacytan.melo@gmail.com
twitter.com/jacytan
facebook.com/jacytanmelo

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Rebekka Martins, força e carisma do talento pernambucano


Rebekka Martins, cantora profissional e musicista autodidata, atua desde 2001 nos palcos dos estados de Pernambuco, Rio Grande do Norte, Paraíba e Alagoas, onde mantém um cativo público e renome em sua profissão.

Pernambucana de nascimento, Rebekka é detentora de um timbre de voz forte e com sua interpretação vibrante, carisma e presença de palco consegue encantar e contagiar o público com um repertório que navega pelo pop rock internacional e nacional.

Sua carreira teve início como integrante da Banda Pandemia e, logo a seguir, a Banda Estrógeno, onde possui parcerias de músicas autorais registradas em um CD realizado no ano de 2004 e no que diz respeito à sua influência musical, merece destaque a grande inspiração na banda irlandesa The Canberries, da qual fez um dos seus melhores e mais reconhecidos projetos, onde faz cover de sucessos como Linger, Zombie e Animal Instintc, entre outros.

No entanto, a sua influência musical não se restringe apenas à citada banda, pois possui uma grande admiração e afinidade ao apresentar trabalhos de Madonna, Roxette e Kid Abelha.

Participa com a Tuntz, desde 2009, de um projeto que conjuga a união de voz com a música eletrônica apresentado em casas noturnas de grande porte.

Não obstante os projetos realizados nas citadas bandas, foi na carreira solo que Rebekka obteve seu maior êxito e realização e, por esse motivo, há três anos que este tem sido o foco principal de sua carreira, com shows realizados em grandes casas nordestinas.

Seus trabalhos são marcados por um repertório variado que, pelo seu caráter eclético aliado a uma presença cênica contagiante, transformam os seus shows em momentos de animação e entretenimento, embalados pelas músicas de artistas renomados como Amy Winehouse, Madonna, Alanis Morisette, Gun’s Roses, U2, REM, Pitty, Marisa Monte, Marina Lima, Legião Urbana, Vanessa da Mata, Alceu Valença, dentre outros.

Essa é Rebekka Martins, uma cantora que vive, como ninguém, as músicas que canta.


domingo, 6 de maio de 2012

Negra Fusão: diversidade de estilos da cultura negra (SP)


Negra Fusão é um grupo que desde 2008 venho curtindo as batidas gostosas que só eles produzem. Quem não se encanta com o swing da música "Renata, Meu Bem", ou o solo da guitarra na música "Maquinista". Pouco sei da banda, apenas a release (desatualizado) do grupo, relatando a trajetória musical, onde passo para vocês. Vale a pena conhecer o som da banda no Palco MP3  

Integrar-se a ritmos negros é a principal proposta da Negra Fusão. Essa diversidade de estilos originados da cultura negra é trabalhada para resultar em novas possibilidades sonoras. Assim, a banda cria a sua identidade através do Samba-Rock, Funk, Soul, Blues.

Atualmente (na época), a Negra Fusão está em processo de montagem do show "Música de Cor", inspirado no CD "O Sentimento Vale Mais". O show não se limita apenas das músicas de trabalho, mas também se mistura com elementos inovadores, como as artes cênicas.

Em meados de 2006, a banda deu suas primeiras batidas no Canto de Julho, festival que acontece anualmente em Osasco (SP). Em seguida, realizaram apresentações na região em locais como: Café Cultural, Espaço Grand Othelo, Teatro Municipal de Osasco, UNESP Campus Centro e Jaboticabal, entre outros.

Os membros que estão juntos nesta idéia são:

Douglas Andrade - bateria e vocal;
Felipe Medalla - baixo
Logan Rocha - voz e violão;
Guiton Santa Cruz - Sax, Flauta
Felipe Ayres - Trompete
Rafael Brás - Trombone

Para ouvir Negra Fusão: http://palcomp3.com/negrafusao

Contato:
Logan Rocha
(11) 9384-1591
(11) 6564-9111

Base S/A: Samba-funk e samba-rock Ceará tem disso sim



Formada em março de 2003, a Base S/A é uma banda pop que mistura samba-funk, samba-rock, elementos regionais da nossa música nordestina, disco e soul em seu repertório. A Base abriu shows de cantores como Jotta Quest, Renato Vargas, Jorge Vercilo, Geraldo Azevedo, Babado Novo, Olodum, Ed Motta e Leoni entre outros, como também se apresentou em lugares renomados de Fortaleza:Festival Vida e Arte, Beach Park, Órbita, Mucuripe Club, Aloha Loca e no Centro Cultural Oboé entre outros. Em 2004, a Base S/A mostrou seu som nas ilhas de Cabo Verde (África), como também se apresentou em um dos maiores Festivais do Brasil, o Ceará Music, que aconteceu de 25 a 28 de novembro em Fortaleza.

Visitem também a comunidade da Base S/A no orkut.

Para ouvir Base S/A: http://palcomp3.com/basesa

Contatos: Fortaleza - Zé Vieira (85) 9129.9999
Rio de Janeiro - Alfredo NeTTo (21) 9355.5711

Curimba: Quem disse que Mato Grosso não tem samba?



Transamba-pós-sobá! Tacafogo Jacaré! Sambaloco no Campão. Eai? O grupo Curimba produz seu próprio vocabulário e uma linguagem audiovisual criativa para fazer a sua música chegar cada vez mais longe. A estratégia tem dado certo. A banda já é a principal representante da nova geração de músicos de Mato Grosso do Sul. O sexteto vem desde 2008 conquistando cada vez mais fãs. A formação do grupo é original. Cinco dos seis integrantes são descendentes de japoneses. O resultado é uma performance empolgante e uma sonoridade regada a rock, samba, funk, rap, pop, hip hop.

O Curimba ainda se apresentou para um público de 30 mil pessoas no projeto MS Canta Brasil, em Campo Grande, em dobradinha com o compositor Lenine. O show foi o ponto alto na carreira dos jovens músicos. Mesmo não sendo a atração principal, a banda conseguiu empolgar a platéia, que cantou a maioria das músicas, como mostra um dos vídeos produzidos por Leo Coutinho, videomaker parceiro do grupo. Em maio de 2010, os fãs comandaram uma campanha no Twitter que levou o grupo a vencer o concurso Banda Afinada, promovido pelo Afinando a Língua, apresentado por Tony Bellotto no Canal Futura. Participaram do concurso cerca de 200 bandas de todo o Brasil. "O Curimba tem um som original. Ficamos centrados no eixo Rio e São Paulo e não sacamos que acontecem coisas criativas no Brasil inteiro. O grupo tem uma linguagem que mistura referências estrangeiras, de rock e rap, mas com uma pegada brasileira muito particular", descreveu Bellotto.

Para ouvir Curimba: http://palcomp3.com/bandacurimba

Contato:

contato@curimba.com
(67) 8408-0829 / 9255-8456



O swingue maneiro de Joãozito e A Parceria



Balanço. Essa palavra é a síntese do som de Joãozito e A Parceria. Seja no samba-rock, na gafieira, na bossa nova, no afro-samba. O suingue é o fio condutor do repertório. Assim como João Bosco, Clara Nunes, Ary Barroso, entre outros, a banda é prova que Minas é um grande berço de samba.Essa trupe belo-horizontina foi fundada em 2010 por Guiguito Carvalho(cavaquinho e percussão), Geléia (voz e percussão) e Joãozito (voz e guitarra). Entre os músicos estão também Sirley Rossi (bateria e percussão), Rodrigo ?Boi? Magalhães (baixo), Evaldo Milagres (bateria e sax), entre outros. Essa rapaziada tem vasta carreira nacional e internacional. Músicos formados na UFMG, com experiência com artistas como: Gilberto Gil, Roberto Menescal, Carlos Lira, Ivan Lins, Bebel Gilberto, etc.

A banda está lançando o seu primeiro CD independente, com 13 composições próprias que já estão na boca do fiel público. O grupo está em pleno vapor na divulgação do seu samba e em breve lançará o DVD Ao Vivo.

Para ouvir Joãozito e A Parceria: http://palcomp3.com/joaozitoeaparceria

O Samba Rock carioca de João Sabiá



O bairro de Copacabana, na Zona Sul do Rio de Janeiro, foi o cenário no qual João Sabiá nasceu e foi criado, por Dona Carmen e Seu João, que nunca deixaram faltar em casa boa música ? João e seu irmão mais velho, Guiga, cresceram em meio a vinis de Wilson Simonal, Jorge Ben Jor, Chico Buarque, Tom Jobim e Bebeto, entre outros artistas que faziam a trilha sonora da família.

Aliás, a parceria com o irmão na música não é de hoje: desde moleques trocavam figurinhas e experiências, prática que hoje é a impressão digital da dupla no trabalho de João que, aos 17 anos, já cantava e montava seus projetos musicais.

Nesse período a dupla montou a Swingability, que tirava um som já com alguma característica black.
A partir daí a coisa começou a ficar boa, mas a onda ainda não havia batido com força, e isso aconteceu após Sabiá deixar a faculdade de radiojornalismo e cair dentro da carreira musical.

A Fama é Certa

Comandando shows pelo Rio de Janeiro com a sua Banda 5 no Brinco, em 2004 Sabiá é selecionado para o programa Fama, da Rede Globo, voltado para a apresentação de novos talentos.

De cara já se deu bem: mantendo seu estilo no sambalanço de suas influências e mestres, tira o terceiro lugar, lucrando muito mais que a colocação.

O programa foi o sinal de que estava no caminho certo, sem ter que atirar para todos os lados.
Após a participação no programa de TV, Sabiá encara uma maratona de shows e trabalhos; entre eles surge o convite para atuar nas duas temporadas da minissérie "Hoje é dia de Maria" (também da TV Globo), onde contracenou ? e bem, numa tranqüila, numa relax - com grandes nomes da dramaturgia brasileira.

A produção não pára

Durante todo esse tempo João esteve com a mão na massa, compondo, produzindo. O resultado desse esforço ganha vida com o primeiro álbum Pisando de Leve, lançado em junho de 2006 pela Robdigital, no Brasil todo.

Produzido em parceria com Paulinho Soledade - que já trabalhou com Marina Lima, Tim Maia e Erasmo Carlos - o disco chega cheio de balanço, com arranjos ao mesmo tempo dançantes e sofisticados: um veneno!

Sabiá assina 6 canções das 11 canções que compõem o trabalho, sendo que três em parcerias com Guiga Sabiá (Vê Se Te Orienta, Mãe Alice e Prazer de Cotovelo (Margarida)) e uma em parceria com Dan Torres e Mariana Belém (Pode Chegar).

As duas que compôs sozinho são Vamo Confiar e Renata, Renatinha. Para fechar a tampa da panela, Sabiá regravou País Tropical e Fio Maravilha, do mestre BenJor, e Deixa Isso Pra Lá, imortalizada na voz de Jair Rodrigues.

A bolacha fez sucesso no país tropical e foi lançada no mesmo ano no Japão (Argus Label) e na Espanha (Disc Medi).

My Black My Nega

Agora o artista segue seu caminho com a preparação de My Black My Nega, o passo adiante do artista que - pisando de leve e com muito funk no tempero - cada vez mais se revela como a tradução moderna do melhor do som black-samba da atualidade.
Por Celso Chagas

Para ouvir João Sabiá: http://palcomp3.com/joaosabia

Contato:
Guacira Abreu
(21) 7895-2125
(21) 8169-0353


Groovytown, o samba rock que vem de Fortaleza



De maneira descontraída, a Groovytown se formou através da idéia dos músicos de construir um trabalho coeso e pop, de personalidade própria , mesclando as linguagens do samba, do sambarock, da soul music e da música nordestina.

A Groovytown já gravou três CDs promocionais que caíram nas pistas de dança do Brasil. Os CDs possuem releituras e novos arranjos de músicas consagradas como : "O vendedor de Bananas" , "Samba a Dois", "Coqueiro Verde", "Balança Pema", "Eu bebo sim" e "Roberto corta essa". A banda também aposta em músicas autorais como "Samba de Brasileiro", "Mistura Popular", "Menina" e "Minha preta".

Em 2010, o grupo cearense obteve o primeiro êxito importante quando participou do quadro garagem do Faustão depois de classificada entre mais de 80.000 trabalhos enviados à Rede Globo e nesses quase 4 anos de existência teve a oportunidade de tocar em vários festivais e projetos ligados à música independente pelo país, dividindo o palco com grandes nomes da música brasileira e mundial como : Jota Quest, Jorge Benjor, Lulu Santos , Seu Jorge, Maria Rita, O Rappa, Paralamas do Sucesso, Titãs, Oríxas, Biquini Cavadão, Vanessa da Mata, Charlie Brown Jr, Chico César, Monobloco, dentre outros.

No ano de 2012 os jovens preparam o lançamento do primeiro Cd com composições próprias, assim como o clip tão esperado da música Samba de Brasileiro que foi premiada como melhor vídeo no Brasil pelo concurso TV Garagem lançado pela Rede Globo para os internautas.

A Groovytown é composta por:

Caio Batista (voz), Felipe de Paula (violão, percussão e cavaco), Adriano Azevedo (bateria), André Rocha (percussão), Netinho de Sá (baixo), Ricardo Abreu (trompete e flugelhom) e Thiago Rocha (sax e flauta).

Para ouvir Groovytown: http://palcomp3.com/groovytown

Contato:
Adriano Azevedo
(85) 9922-8881
(85) 8651-5151